Poupanças para a pequenada com juros pequenos
 
2010-04-28
 
 

Há quem cative os mais novos com consolas, Noddy's, mealheiros ou bilhetes para espectáculos. As taxas é que não convencem.

Ensinar os mais novos a poupar é muito importante é uma forma de promover a educação financeira. Mas é também importante a escolha da conta onde aplicar esse dinheiro.

Bastam pequenas quantias de forma regular para amealhar um montante avultado ao fim de uma década ou duas. Normalmente, é dos 18 aos 20 anos que surgem necessidades como estudos universitários, carta de condução ou o primeiro automóvel. No quadro a seguir apresentamos o resultado de uma poupança de um euro por dia, variando consoante o início da poupança e a taxa a que a mesma é aplicada. Se começar a poupar um euro desde o nascimento até aos 20 anos, supondo que rende 3%, acumula 9.830 euros.


AS PROPOSTAS DOS BANCOS

Alguns bancos propõem contas específicas para os mais novos, mas será que são preferíveis aos depósitos a prazo "normais"? Pesquisámos as ofertas de 20 bancos. As propostas variam entre contas à ordem, contas de poupança, seguros de capitalização e até planos mutualistas. Centrámo-nos apenas nas contas de poupança. A seguir, constam as propostas de cada instituição e no quadro a síntese de todos os produtos.

No Barclays a Poupança Aforro Jovem é uma conta a três meses e remunera a 1% líquidos, com bonificação de 0,08% por trimestre, sempre que o diferencial entre o saldo final e o saldo inicial em cada trimestre, for superior ou igual a 150 euros e até atingir a bonificação máxima de 0,8% líquida. Os juros são capitalizados trimestralmente.

O Banif propõe a conta Poupança Nova Geração, disponível pelo prazo de um ano ou dois anos. Neste segundo caso, o montante mínimo de subscrição é de 2500 euros, enquanto no primeiro é apenas de 100 euros. A remuneração também varia: 0,8% líquida a um ano e 1% a dois anos.

O banco BPI disponibiliza a ABConta. É um depósito a um ano, renovável, com uma taxa base anual e um prémio de permanência de 0,2% líquido ao ano, a partir do segundo ano e até ao máximo de 0,6%, desde que tenha existido pelo menos um reforço e não tenham ocorrido levantamentos durante o ano. O montante mínimo é de 100 euros e os reforços e mínimo de manutenção deverão ser de, pelo menos, 25 euros. Destina-se a jovens com idades inferiores a 18 anos.

O Banco Espírito Santo tem à disposição duas contas: A Conta Poupança Júnior (até aos 12 anos) é um depósito por um, seis ou 12 meses, renovável por igual período. A remuneração é de 0,28% anual bruta; o montante mínimo é de 100 euros e reforços a partir de 20 euros. Os juros são pagos no final do prazo com capitalização. É permitido o resgate total ou parcial, respeitando o mínimo de manutenção. A Poupança Crescente Júnior (até aos 18 anos) paga juros semestrais durante quatro anos: 1% brutos no primeiro ano, 1,1% no segundo, 1,3% no terceiro ano, 1,5% no penúltimo semestre e 5% no último período. A taxa anual efectiva líquida desta aplicação é de 1,3%. O montante mínimo é de 100 euros. Permite resgates totais ou parciais nas datas de renovação semestral sem penalizações.

No banco Popular, a conta de poupança Eu Poupo é um depósito a 3 anos não mobilizável e remunerado a taxa anual líquida de 1,6%. Para montantes entre 1000 e 25 000 euros; não permite reforços.

O Banco Português de Negócios tem também duas contas: a Poupança com Futuro é um depósito para jovens até aos 17 anos. O montante mínimo é de 250 euros. Rende 1,2 ou 1,4% líquidos, consoante seja a seis ou doze meses. A conta Poupança Cool é trimestral e apenas para quem tem entre 18 e 34 anos.

A Caixa Geral de Depósitos tem três propostas. O Caixa PopPrazo é um depósito a quatro anos com pagamento semestral de juros, para jovens até 25 anos. O montante mínimo é de 500 euros. Remunerado a uma taxa líquida de 0,8%, à qual acrescem prémios de permanência de 0,08% até ao 6.º semestre, 0,4% no 7.º semestre e 2,4% no último semestre, como consta no quadro ao lado. Em termos anuais efectivos líquidos, rende 1,5%.

O Caixa PopNet é um depósito a seis meses renovável por mais um semestre e exclusivo para jovens até aos 28 anos, disponível no serviço CaixaDirecta On-Line. A remuneração é igual à média da Euribor a seis meses do mês anterior à constituição. Se constituisse esta conta agora, a remuneração do primeiro semestre seria de 0,96% bruta (0,8% líquida).

Na CaixaGalícia, a Conta Poupança-Jovem destina-se a jovens até aos 26 anos. O montante mínimo é de 100 euros na subscrição e 25 euros nos reforços. A taxa líquida varia consoante o prazo contratado: 0,8% a um ano e 0,6% a seis meses.

No Crédito Agrícola tem duas opções: a conta Poupança Futuro a um ano, renovável por igual período e com capitalização de juros. Para jovens até aos 30 anos. Pode ser subscrita com 100 euros e reforços com um mínimo de 25 euros. Esta conta oferece prémios de permanência anuais de 0,16% líquidos sobre a taxa base em vigor a cada renovação, até ao máximo de 0,8%, desde que seja feito, pelo menos, um reforço por período e não existam levantamentos. A taxa base é de 0,6% líquida. Já a Poupança Geração Jovem é uma conta a seis ou doze meses, renovável por igual período e com capitalização opcional de juros. O mínimo de subscrição é de 100 euros e reforços com um mínimo de 25 euros. É remunerada por escalões (de 0,3 a 0,7% líquidos) e admite levantamentos totais ou parciais.

A conta Finicresce, a dois anos, do Finibanco é para menores de 18 anos e paga juros anuais à taxa líquida de 2,2%. O mínimo de subscrição/manutenção é de 250 euros.

No Millennium bcp, o Net.jovem é um depósito a um ano renovável para jovens até 26 anos. O mínimo de constituição e entregas é de 25 euros. É permitida a mobilização antecipada, contudo há penalização dos juros consoante o prazo decorrido. Rende 0,8 líquidos.

O Montepio apresenta quatro propostas consoante a idade, com pagamento de juros anuais de acordo com os escalões: Montepio Mini Super Poupança (0 aos 6 anos), Conta Fun Poupança (7 aos 12 anos), Conta Montepio Futuro (13 aos 18) e Montepio Especial Jovem Poupança (a partir dos 15 anos). Todas elas são remuneradas a 1%.

No Santander, a Conta Poupança Jovem tem o prazo de 1 ano, é renovável automaticamente na data de vencimento. A remuneração varia entre 0,5 e 1% líquida, consoante o escalão do saldo da conta.


Muitos brindes e pouco rendimento

Estas contas rendem ainda menos do que os depósitos "normais". O BES oferece um mealheiro, o banco Popular alicia com consolas ou bilhetes para parques temáticos através de um sistema de pontos que se trocam por brindes, o Montepio oferece um brinde Noddy. Algumas instituições têm mesmo sites exclusivos para estas contas. É o caso do Banco Popular. Mas, o rendimen-to é, na totalidade das contas, inferior ao melhor depósito a 12 meses (2,4%). E dentro das próprias instituições há sempre depósitos "normais" com taxas superiores. Como se pode ver no quadro em baixo, a conta Finicresce, do Finibanco, é a mais rentável (2,2%). Assim, estas contas de poupança para jovens são pouco interessantes.

 
 
 
 
2010-04-30
BES, BCP e BPI estão em forte alta
 
BES, BCP e BPI estão em forte alta perante os sinais de que o plano de ajuda à Grécia estará concluído nos próximos dias.  ...
 
Saiba mais +
 
 
2010-04-30
Desemprego em Portugal aumenta para 10,5%
 
Dados de Bruxelas mostram um agravamento do desemprego em Portugal em Março. A taxa média no euro manteve-se em 10%  ...
 
Saiba mais +
 
 
2010-04-30
Governo reavalia privatização da ANA
 
O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo está a reavaliar se privatiza a ANA e que o novo aeroporto será construído com financiamento privado.  ...
 
Saiba mais +
 
 
 
© 2010 Todos os direitos reservados